A França pediu à UEFA que castigue a Turquia após vários jogadores da seleção terem mais uma vez celebrado um golo com saudações militares em frente aos seus adeptos, em Paris.Foram vários os jogadores a fazer o gesto controverso, pela segunda vez numa semana, durante a partida de qualificação para o Euro 2020 no Stade de France, após o golo do empate de Kaan Ayhan.

Por toda a França, vários responsáveis políticos tinham recorrido às redes sociais para pedir o cancelamento do jogo, depois de os jogadores turcos terem feito gestos semelhantes na vitória de sexta-feira contra a Albânia. A UEFA tinha dito que iria examinar o incidente.

Dias antes, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan lançou operações militares contra as forças curdas no Nordeste da Síria depois de o presidente americano ter subitamente retirado as tropas daquele país.

O jogo França-Turquia decorreu sob apertadas medidas de segurança, tendo em conta a oposição francesa à ofensiva militar turca.

No fim do jogo, o gesto ensaiado após o golo turco foi repetido pelos jogadores junto aos fãs presentes no estádio.