Portugal regista novo máximo diário com 26.867 casos

Data:

Portugal registou hoje 26.867 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 12 mortes associadas à covid-19, indicam números divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

 

O boletim epidemiológico diário da DGS regista também um novo aumento do número de pessoas internadas, contabilizando hoje 971 internamentos, mais 35 do que na terça-feira, 151 em unidades de cuidados intensivos, menos um nas últimas 24 horas.

 

Os casos ativos voltaram a aumentar nas últimas 24 horas, totalizando 136.020, mais 21.479 do que na terça-feira, e recuperaram da doença 5.376 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.175.217.

 

Comparativamente com a situação registada em Portugal no mesmo dia há um ano, o país tem hoje mais 23.531 novos casos de infeção (contabilizaram-se 3.336 novos casos a 29 de dezembro de 2020) e mais 70.569 casos ativos (há um ano totalizavam 65.457).

 

O número de internamentos é significativamente inferior, uma vez que há um ano estavam internadas 2.930 pessoas, 486 das quais em cuidados intensivos, havendo também menos óbitos (no mesmo dia, o boletim da DGS contabilizava 74 mortes nas 24 horas anteriores)

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.