Proteção Civil regista 230 ocorrências desde as 00:00 de sexta-feira

Data:

A Proteção Civil registou, entre as 00:00 de sexta-feira e as 18:00 de hoje, 230 ocorrências devido ao mau tempo, sobretudo nos distritos de Lisboa e Faro, disse à Lusa fonte desta autoridade

Segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), a maioria das ocorrências esteve relacionadas com queda de árvores, inundações e limpezas de vias.

A ANEPC precisa que, das 230 ocorrências, 63 registaram-se do distrito de Lisboa e 39 em Faro.

Nestas ocorrências, que ocorreram na maioria na sexta-feira à tarde, estiveram envolvidos 811 operacionais e 307 meios.

Na quinta-feira, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil emitiu um aviso à população devido às “condições meteorológicas adversas”, com chuva, vento e agitação marítima durante o fim de semana natalício.

A ANEPC tem em vigor desde as 00:00 de sexta-feira o estado de alerta especial devido ao mau tempo.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.