Portugal regista mais 15 mortes e 2.314 casos nas últimas 24 horas

Data:

Portugal regista hoje 15 mortes associadas à covid-19, mais 2.314 infeções com o coronavírus que provoca a doença e um aumento nos internamentos, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico diário da DGS contabiliza hoje 994 pessoas internadas por infeção com o coronavírus SARS-Cov-2, mais 30 do que no domingo, das quais 144 estão em unidades de cuidados intensivos (mais uma).

A região Norte é aquela com mais novos casos diagnosticados nas últimas 24 horas (783), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (749), o Centro (389), o Algarve (215), a Madeira (105), os Açores (19) e o Alentejo (54).

Das 15 mortes, três ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, o mesmo número registado no Centro, Alentejo e Algarve, duas no Norte e uma na Madeira.

Por faixas etárias, cinco pessoas que morreram tinham mais de 80 anos, cinco entre 70 e 79 anos, quatro entre 60 e 69 anos e uma entre os 40 e os 49 anos.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (12.146 do total de 18.673 mortos por covid-19 em Portugal desde o início da pandemia), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (4.028) e entre os 60 e os 69 anos (1.708).

Há agora 68.538 casos ativos de covid-19 (mais 421 do que no domingo) e recuperaram da doença 1.878 pessoas, o que aumenta o total nacional de recuperados para 1.109.391.

Em relação a domingo, as autoridades de saúde têm mais 839 contactos em vigilância, totalizando 90.759.

Dos novos casos, 380 foram diagnosticados em pessoas entre os 40 e 49 anos, 338 entre os 0 e os 09 anos, 328 entre os 20 e os 29 anos, 324 entre os 30 e 39 anos, 323 entre os 50 e os 59 anos, 237 entre os 10 e os 19 anos, 221 entre os 60 e os 69 anos, 108 entre os 70 e 79 anos e 55 em maiores de 80 anos.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a região de Lisboa e Vale do Tejo registou 456.008 casos e 7.893 mortes.

Na região Norte registaram-se 446.944 infeções e 5.702 óbitos e a região Centro tem agora um total acumulado de 171.091 infeções e 3.296 mortes.

O Algarve totaliza 52.375 contágios e 549 óbitos e o Alentejo soma 43.698 casos e 1.072 mortos por covid-19.

A Região Autónoma da Madeira contabilizou, nas últimas 24 horas, segundo a DGS, 105 novos casos e um óbito, somando 16.039 infeções e 112 mortes, e os Açores registaram 19 novos contágios, totalizando 10.447 e 49 mortes.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 1.196.602 pessoas – 637.850 mulheres e 557.929 homens -, indicam os dados da DGS, segundo os quais há 823 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Entre as 18.673 pessoas que morreram com covid-19 em Portugal desde o início da pandemia, 9.800 eram homens e 8.873 eram mulheres.

A covid-19 provocou pelo menos 5.300.591 mortes em todo o mundo, entre mais de 269,02 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.