Adesão à greve dos trabalhadores da Rodoviária de Lisboa 70%

Data:

A adesão à greve de 24 horas dos trabalhadores da Rodoviária de Lisboa (RL) para reivindicar uma atualização salarial e melhoria das condições laborais rondava os 70%, às 07:30, disse à Lusa fonte sindical.

“Tal como já tínhamos avançado na semana passada, a adesão à greve dos trabalhadores da RL ronda os 70%”, disse à Lusa o presidente do Sindicato Independente dos Trabalhadores da Rodoviária de Lisboa (SITRL), João Casimiro.

O sindicalista adiantou também que muitas carreiras têm estado a ser suprimidas devido à greve ao trabalho extraordinário, que está a decorrer.

A greve de 24 horas convocada para hoje é mais uma ação de luta dos trabalhadores da RL para reivindicar “salários dignos” da profissão que exercem, indicou na semana passada o sindicalista João Casimiro, explicando que, “neste caso, um motorista de transportes públicos tem 700 euros de ordenado base quando noutras empresas de transporte público já se atingiu o valor dos 750 [euros] em acordo”.

Segundo o presidente do SITRL, os sindicatos que representam os trabalhadores da RL estão disponíveis para negociar com a administração da empresa, que se faz representar pela Associação Nacional de Transportes de Passageiros (ANTROP), mas tal foi recusado.

“A ANTROP, como nós tínhamos um pré-aviso de greve, neste caso para o dia 02 [de novembro], não negoceia, diz que não negoceia sob pressão”, indicou o sindicalista João Casimiro.

“A nossa luta, basicamente, é reivindicar ordenados base dignos da nossa profissão”, reforçou o presidente do SITRL, adiantando que os trabalhadores vão continuar a marcar mais greves, inclusive hoje decidirão em plenário as próximas datas.

O objetivo é conseguir “um ordenado justo” porque consideram que a categoria de motorista de transportes públicos “não tem que ser uma categoria que seja pautada pelo ordenado mínimo nacional”, apontou o sindicalista.

“Se não houver por parte da administração ou da ANTROP uma vontade de fazer alguma coisa em relação aos ordenados que nós temos, vamos continuar sempre a lutar, até ao fim”, frisou João Casimiro.

A Rodoviária de Lisboa, empresa de transporte rodoviário de passageiros, opera nos concelhos de Lisboa, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira, todos no distrito de Lisboa, servindo cerca de 400 mil habitantes.

A paralisação dos trabalhadores da RL coincide com a realização de uma greve parcial por parte dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa, numa semana em que a capital recebe o evento internacional Web Summit, que começou na segunda-feira e termina quinta-feira.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.