Ourém repete campanha de apoio comércio local no Natal

Data:

A Câmara de Ourém, no distrito de Santarém, lançou, pelo segundo ano consecutivo, uma campanha para apoiar o comércio local no Natal, com a atribuição de prémios, afirmou hoje à agência Lusa o presidente do município.

Luís Albuquerque explicou que a campanha, denominada “No Natal compre no comércio local e… ganhe prémios!”, foi uma medida tomada em 2020 “vocacionada para apoiar o comércio local, muito afetado por esta pandemia” de covid-19 e, “devido à aceitação e sucesso”, entendeu-se repetir.

“Embora a situação esteja bem mais calma do que no ano passado, a pandemia não acabou e ainda é normal que exista algum reflexo negativo nas compras no comércio local”, disse Luís Albuquerque.

Segundo informação disponibilizada no sítio na Internet do município, a iniciativa, que conta com o apoio da Associação Empresarial Ourém-Fátima, “pretende estimular o consumo junto dos estabelecimentos locais durante a época de Natal, contribuindo de igual modo para a dinamização e revitalização” desta atividade “num ano particularmente difícil para a economia local”.

A campanha nos estabelecimentos comerciais aderentes do concelho começa em 01 de dezembro e termina em 06 de janeiro de 2022, e “cada cliente habilita-se a ganhar vales de compras no valor de 50 euros cada, sorteados nas lojas aderentes ao máximo de três por estabelecimento”.

O sorteio dos prémios a atribuir realiza-se em 10 de janeiro, sendo que “o vale de compras deve ser utilizado até à data-limite de 31 de maio de 2022”.

“Os ‘vouchers’ atribuídos não poderão ser descontados em compras de bebidas alcoólicas, tabaco e jogo”, de acordo com o ‘site’.

O presidente da Câmara de Ourém adiantou que na primeira edição desta campanha, em 2020, “aderiram 181 estabelecimentos por todo o concelho”.

“Este ano a expectativa é que possamos pelo menos igualar o número de estabelecimentos aderentes do ano passado, embora tenhamos esperança de que possa aumentar devido ao sucesso” em 2020, declarou.

O autarca precisou que “por cada estabelecimento aderente o município dá 150 euros, ou seja, três ‘vouchers’ de 50 euros cada, a sortear pelos clientes que efetuaram compras nesse estabelecimento”.

“O cliente que compra num determinado estabelecimento aderente habilita-se automaticamente ao sorteio dos ‘vouchers’, desde que preencha os respetivos cupões”, adiantou, destacando que “cada 15 euros em compras dá direito a um cupão”.

Segundo Luís Albuquerque, o objetivo da campanha passa também por “as pessoas se fidelizarem às lojas do concelho e fazer as compras aqui”.

O presidente do município destacou ainda outra iniciativa de apoio ao comércio local, a distribuição de “‘vouchers’ de 10, 15 e 20 euros, pelos alunos do 1.º ciclo ao secundário”, sendo que aos alunos sem ação social escolar é atribuído um cupão no valor de 10 euros.

“Os cupões destinam-se a consumir nos estabelecimentos aderentes da campanha”, salientou, esclarecendo que nesta ação direcionada para os alunos a autarquia afeta cerca de 75 mil euros.

Quanto à iluminação e animação de Natal nas cidades de Ourém e Fátima, está previsto um investimento de 250 mil euros, com as luzes a serem ligadas no próximo dia 30.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.