O que esperar da temporada 2021/2022 na Europa

Data:

As principais ligas europeias estão prestes a recomeçar e este é o momento certo para fazer uma antevisão do que se espera para esta época.

Abaixo encontram-se os links para as apostas online, na casa de apostas Betano, e as datas em que as competições vão decorrer:

Época 2021/22 Início Fim
Portugal – Primeira Liga [1] 6 de agosto 14 de maio
Inglaterra – Premier League 13 de agosto 22 de maio
Espanha – La Liga 13 de agosto 22 de maio
Itália – Serie A 21 de agosto 22 de maio
Alemanha – Bundesliga 13 de agosto 14 de maio
França – Ligue 1 6 de agosto 21 de maio

Na época passada, quando menos se esperava, o Sporting voltou a ser campeão, após 19 anos em jejum. O principal favorito era o Benfica, com o regresso de Jorge Jesus, mas os encarnados desiludiram e o principal adversário dos leões na corrida ao título acabou por ser apenas o FC Porto.

Nesta época, o Sporting terá um calendário mais preenchido do que na época transata, o que poderá pesar no seu rendimento. Ainda assim, estão no lote dos favoritos, ao lado de Benfica e FC Porto. O título deverá ser novamente disputado pelos três “grandes”, com o SC Braga a tentar um lugar no pódio.

Inglaterra – Premier League 21/22

Na época passada o início do Manchester City não fazia prever o desfecho final do campeonato. Nos primeiros 8 jogos a equipa conquistou apenas 12 pontos, em 24 possíveis, e as hipóteses de chegar ao topo da tabela eram cada vez mais difíceis. Não importa como começa, mas sim como acaba. O City colocou o pé no acelerador e ultrapassou todos. A solidez defensiva e capacidade goleadora fizeram com que terminasse a época com 12 pontos de vantagem sobre o 2º lugar.

Nesta época, a disputa do título deverá ser novamente entre Manchester City, Manchester United, Liverpool e Chelsea, mas os grandes favoritos são os citizens (vencedores da época passada e comandados por Pep Guardiola). A concorrência, porém, promete ser ainda mais forte que nas épocas passada, com destaque para o Chelsea. atual campeão da Europa (venceu ao City na final), o Manchester United, que apetrechou a sua equipa para esta temporada,e o Liverpool que manteve a mesma base da época passada.

Espanha – La Liga 21/22

Na época passada, o Atlético de Madrid sagrou-se campeão apenas na última jornada. A equipa não vencia esta competição desde a época 2013/14 e colocou fim a seis temporadas com títulos alternados entre Real Madrid e Barcelona.

Nesta época o favoritismo continua do lado do Barcelona e do Real Madrid, mas o atual campeão, o Atlético de Madrid, também está entre os favoritos. Embora os colchoneros tenham vencido na época passada, os seus dois maiores rivais têm fortes argumentos para lhes roubar o título. O treinador Carlo Ancelotti está de volta ao Real Madrid e em Barcelona, Koeman vai tentar provar que há vida além-Messi!

O Sevilha deverá continuar a lutar por um lugar no pódio, pois manteve os seus melhores jogadores e fez reforços cirúrgicos.

Itália – Série A 21/22

Na época passada houve a quebra do domínio da Juventus, que vinha de 9 conquistas consecutivas. O campeonato foi mais disputado e conheceu um novo campeão, o Inter de Milão, que teve de superar AC Milão, Atalanta e, claro, a Juventus de Cristiano Ronaldo. A equipa de Turim, porém, parte para a nova época como favorita, acompanhada pelo Inter e, quem sabe, pela AS Roma, agora treinada por José Mourinho, que poderá surpreender e baralhar as contas do pódio.

Alemanha – Bundesliga 21/22

Na época passada, pouco antes do Natal, o Bayern de Munique parecia que não ia conseguir revalidar o título, com o Leipzig e o Bayer Leverkusen a destacarem-se na liderança. Mas a força do Bayern retomou ao seu ritmo habitual e acabou ganhando o título confortavelmente.

Nesta época continua a existir um claro favoritismo para o Bayern de Munique, devido às suas nova conquistas consecutivas nas últimas temporadas. Para tentar parar o domínio do Bayern, o Leipzig e o Borussia Dortmund, prometem dar luta e para isso reforçaram-se com novos técnicos: Julian Nagelsmannm deixou o Leipzig e é agora treinador do Bayern, e, Jesse Marsch e Marco Rose são os novos treinadores de Leipzig e Dortmund, respetivamente.

França – Ligue 1 21/22

Na época passada, o Lille surpreendeu e venceu o título, com a diferença de 1 ponto em relação ao anterior campeão, o Paris Saint-Germain, que levava 7 conquistas nas últimas 9 temporadas.Nesta época continua a existir um claro favoritismo para o PSG, ainda para mais com a chegada de Messi a um plantel que já contava com Neymar e Mbappé, entre outros. As equipas que deverão conseguir dar réplica são o Lille (embora o técnico campeão tenha saído), o Lyon, o Mónaco e o Marselha.

Conclusão

O mercado de transferências continua aberto até final de agosto e isso poderá mudar as perspetivas sobre cada equipa.

Independentemente das entradas e saídas de jogadores, são esperados campeonatos bastante competitivos e bem disputados, ao melhor nível europeu que estas ligas nos habituaram.

É ainda esperado um retorno à normalidade em termos da presença de adeptos e de datas de começo e fim, após duas épocas atípicas.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.