Centro de Vacinação de Espinho vai encerrar no dia 26 de setembro

Data:

O Centro de Vacinação de Espinho vai encerrar no dia 26 de setembro, revelou o Serviço Municipal de Proteção Civil, adiantando que futuras inoculações realizar-se-ão nos centros de saúde desse concelho do distrito de Aveiro.

O dispositivo instalado na antiga escola da Seara para administrar as vacinas contra a covid-19 terminará a sua atividade às 14:00 do referido domingo, de acordo com o horário que já em meados de agosto passou a ser mais reduzido devido à elevada percentagem de vacinação já concluída nesse território.

“O dia 26 será o último de funcionamento do Centro de Vacinação de Espinho. Essa data segue as recomendações nacionais da tutela, que são no sentido de que, a 27 de setembro, já as vacinas sejam administradas nos centros de saúde de cada concelho e em alguns pontos selecionados da rede de centros de vacinação, que não encerrará toda ao mesmo tempo”, adianta Pedro Louro à Lusa, enquanto coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil e comandante dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho.

Entretanto, até às 14:00 do dia 26 – data que coincide com a das eleições autárquicas em todo o território nacional – o dispositivo “continuará a funcionar em regime de porta aberta”, embora sob a recomendação de que os interessados garantam previamente uma senha online para o respetivo atendimento.

“O facto de chegarem sem senha não tem sido impeditivo de que recebam a vacina, mas é sempre mais seguro que assegurem a sua vez na internet antes de se deslocarem ao local”, defende Pedro Louro.

O mesmo responsável realça que a data de encerramento do Cento de Vacinação de Espinho marcará o fim de um trabalho coletivo que, envolvendo diversas entidades da Proteção Civil, o agrupamento local de centros de saúde e meios da própria autarquia, se concluirá com “um balanço muito positivo”.

“O processo em Espinho esteve sempre mais avançado, inclusivamente com taxas de vacinação acima da média nacional, e a grande vantagem do dispositivo foi permitir que a população local pudesse ser vacinada no seu próprio concelho, sem necessidade de se deslocar aos municípios limítrofes”, declara.

A covid-19 provocou pelo menos 4.593.164 mortes em todo o mundo, entre mais de 222,46 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.836 pessoas e foram contabilizados 1.052.127 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.