Associações de portugueses na Suíça retomam atividade após crise

Data:

As associações de portugueses na Suíça estão a retomar a sua atividade e a tentar ultrapassar a crise causada pelo confinamento devido à covid-19, altura em que reforçaram o apoio social aos compatriotas, mas também a outras comunidades.

Durante a recente visita que a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas realizou à Suíça, entre o dia 05 e até sábado passado, Berta Nunes visitou três associações de emigrantes portugueses, que mostraram empenho em ultrapassar a crise provocada pela pandemia.

Várias associações na Suíça e em outros países, onde a presença de emigrantes portugueses é significativa, foram afetadas pelo confinamento por terem sido obrigadas a cancelar as atividades e, logo, a não obter receitas.

Em declarações à Lusa, a governante disse que “estas associações estão a retomar a sua atividade e continuam a ser muito importantes”.

“As associações vão continuar a ser um elo importante dentro da comunidade portuguesa, onde os portugueses se encontram, com atividades culturais, a gastronomia portuguesa, também procurada por outras nacionalidades”, disse.

Berta Nunes acrescentou que as associações “irão continuar a ter essa função, embora tivessem estado vários meses fechadas, mas agora estão a retomar”, o que “é bom sinal e muito importante”.

Durante o período mais crítico da pandemia, “algumas associações viraram-se mais para o apoio social à comunidade portuguesa, e não só, mas também a outras comunidades que, em alguns casos, ainda são mais carenciadas”, explicou.

“De uma forma geral, e a não ser associações com problemas prévios à covid-19, as associações conseguiram adaptar-se e sobreviveram. Algumas começaram a fazer ‘take away’ [na área da restauração], outras tomaram outras medidas ou suspenderam a atividade e agora estão a retomá-la”, prosseguiu.

Para o próximo ano, o Estado português irá apoiar estas associações com cerca de 600 mil euros.

A covid-19 provocou pelo menos 4.627.854 mortes em todo o mundo, entre mais de 224,56 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.866 pessoas e foram contabilizados 1.056.042 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.