Mais 1.190 infeções e mais 13 mortes

Data:

Portugal registou 1.190 novas infeções com o vírus da covid-19 e 13 mortes atribuídas à doença nas últimas 24 horas, mantendo-se praticamente invariável o número de internados, segundo os dados oficiais de hoje.

Estão internadas nos hospitais, infetadas com o coronavírus SARS-CoV-2, 665 pessoas (mais uma do que no sábado), 138 delas em unidades de cuidados intensivos (menos uma), de acordo com o boletim da Direção-geral da Saúde (DGS) que faz o ponto da situação diário da evolução da pandemia da covid-19 em Portugal.

As 1.190 novas infeções foram, na sua maioria, diagnosticadas na região Norte (460) e na região de Lisboa e vale do Tejo (367).

Os 13 óbitos atribuídos à doença ocorreram no Algarve (seis), Norte (duas), Centro (duas), Lisboa e Vale do Tejo (duas) e Alentejo (uma).

Uma destas vítimas mortais era uma mulher que tinha entre 40 e 49 anos de idade. As outras doze tinham todas mais de 60 anos: uma tinha entre 60 e 69, uma tinha entre 70 e 79 e as restantes dez estavam na faixa etária acima dos 80 anos de idade.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.