Seis feridos em ataque terrorista na Nova Zelândia, autor morto pela polícia

Data:

A polícia da Nova Zelândia matou o autor de um ataque terrorista que feriu hoje seis pessoas, três delas em estado crítico, num supermercado na cidade de Aukland.

“Foi um ataque violento e sem sentido contra inocentes neozelandeses”, disse a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, numa conferência de imprensa, adiantando que o “extremista” era conhecido das autoridades. Jacinda Arden cçassificou o ataque de terrorista.

“O que aconteceu hoje foi desprezível, foi odioso, foi errado”, disse ela, descrevendo o atacante como um cidadão do Sri Lanka que chegou à Nova Zelândia em 2011.

O atacante inspirou-se nas ações do grupo extremista Estado islâmico, era conhecido das agências de segurança nacionais e estava a ser monitorizado 24 horas por dia, acrescentou Arden. No momento do ataque, o indivíduo estava a ser seguido pelas autoridades.

“Era tido como uma ameaça desde 2016”, mas, “por lei, não podia ser mantido na prisão”, explicou.

Auckland está num estrito confinamento, uma vez que combate um surto do coronavírus. A maioria das empresas está fechada e as pessoas são geralmente autorizadas a deixar as suas casas apenas para comprar mercearias, para necessidades médicas, ou para fazer exercício.

Um vídeo de um dos clientes, gravado dentro do supermercado, regista o som de dez tiros disparados.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.