Comemorações dos 542 anos do Tratado de Paz de Alcáçovas

Data:

A apresentação de um livro ou uma conferência integram as comemorações dos 542 anos da assinatura do Tratado de Paz de Alcáçovas, que decorrem hoje e no sábado, nesta vila do concelho de Viana do Alentejo (Évora).

“Portas e Janelas que Contam Histórias … de Alcáçovas”, de Bela Mestre, é o livro, editado pela Associação Terras Dentro com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, que é apresentado hoje, ao final da tarde, no Paço dos Henriques.

No sábado de manhã, a ceramista Helena Garcia vai dinamizar um ateliê de cerâmica, seguido, à tarde, da apresentação do projeto mural “A Mulher e a Sabedoria passada entre Gerações”, que dá início à construção de um mural aberto à participação da população, para celebrar o papel das mulheres do concelho.

“D. João, Marquês de Montemor e Senhor das Alcáçovas. Aspetos biográficos e políticos”, com a participação de Jorge Ferreira, é a designação da conferência prevista para esse dia.

Fotografia CM Viana do Alentejo

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.