PJ detém homem que terá ateado dois incêndios florestais na Feira

Data:

Um homem de 38 anos foi detido por indícios de ter ateado com cigarro e isqueiro dois incêndios em matas do concelho de Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro, revelou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

“Os incêndios foram provocados com recurso a cigarro e isqueiro, tendo sido ateados em zona de caminho confinante com povoamento florestal. A rápida intervenção dos Bombeiros Voluntários de Santa Maria da Feira permitiu que [os fogos] não atingissem moradias nem uma extensa área de floresta existente nas imediações”, revela a PJ em comunicado.

Os referidos incêndios verificaram-se na freguesia de São João de Ver e o alegado responsável pela sua deflagração foi identificado após operações da Diretoria do Norte da PJ, levadas a cabo em colaboração com a PSP da Feira.

Sem ocupação laboral, o homem em causa será agora presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação adequadas.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.