Município de Mira vai reflorestar 1.600 hectares de pinhal ardido em 2017

Data:

A Câmara Municipal de Mira viu aprovada a candidatura a fundos comunitários para a reflorestação de uma área de 1.600 hectares que tinha sido destruída nos incêndios de outubro de 2017, anunciou hoje o município.

O investimento no valor de 2,6 milhões de euros é “apoiado pelo Programa de Desenvolvimento Regional 2020. Com o financiamento aprovado, a Câmara Municipal vai abrir concurso público para a execução de todos os trabalhos”, refere a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo o município, a área para executar neste projeto estava anteriormente “ocupada por povoamentos de pinheiro-bravo”, tendo sido “destruído todo o arvoredo” pelo incêndio florestal de 15 de outubro de 2017.

Atualmente nessa área verifica-se “regeneração natural de matos e acácia-de-espiga e também de alguns exemplares de samouco e camarinha”.

O projeto inclui a “recuperação do perímetro florestal das dunas e pinhais de Mira”, bem como “a preparação do terreno para acomodar a plantação, com operações de corte e redução da estilha, e deposição no solo da vegetação arbustiva constituída por matos e acácia-de-espigas dentro da área de intervenção”, refere aquele município do distrito de Coimbra.

Posteriormente, a autarquia prevê proceder à plantação de “pinheiro-bravo na maioria da área, e de pinheiro-manso, nas áreas identificadas da rede primária”.

“Para além da urgência na recuperação do importante papel de fixação das areias, proteção dos ventos e tampão às brisas e nevoeiros marítimos, as intervenções propostas assentam na necessidade real, inequívoca e oportuna da realização do investimento, com razoabilidade de custos, na ótica de análise de custo-benefício e da diminuição dos impactos no sistema florestal”, lê-se na nota.

A reflorestação tem em conta os objetivos previamente estabelecidos, a resposta do ecossistema ao fogo, bem como as orientações regionais de ordenamento florestal constantes no Programa Regional de Ordenamento Florestal (PROF).

Para o presidente do município de Mira, Raul Almeida, este é “um dos maiores projetos de reflorestação em termos nacionais e uma necessidade absoluta para Mira”.

“É urgente garantir o repovoamento florestal das áreas ardidas e a proteção da erosão dos solos”, conclui.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.