PSP detém oito pessoas por burla e braqueamento de capitais em Paredes e Gaia

Data:

A PSP deteve na quinta-feira oito pessoas suspeitas de branqueamento de capitais, burla qualificada, roubo e burla informática, em Paredes e Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, foi hoje anunciado.

As oito detenções resultaram de uma operação policial que envolveu nove buscas domiciliárias, buscas não domiciliárias e nove mandados de detenção, explica a PSP em comunicado.

Entre os detidos estão três homens e cinco mulheres, com idades entre os 31 e os 56 anos.

A polícia apreendeu ainda uma embarcação de recreio, dois automóveis, uma arma branca, diversos documentos e 1.800 euros.

A PSP refere que a operação “visou a detenção de um grupo de indivíduos que de forma organizada se dedicavam à prática dos crimes de branqueamento de capitais, burla qualificada, roubo e burla informática, dos quais são vítimas cerca de 30 cidadãos residentes em território nacional”.

Os detidos são hoje presentes junto das autoridades judiciárias.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.