Com 500 atividades em todo o país Ciência Viva no Verão arranca hoje com uma “noite dos morcegos”

Data:

O arranque da iniciativa Ciência Viva no Verão, com quase 500 atividades a decorrerem entre 15 de julho e 15 de setembro em todo o país, é assinalado hoje no Centro de Ciência Viva (CCV) do Alviela, em Alcanena.

A edição deste ano marca os 25 anos do programa, acontecendo de norte a sul do país por iniciativa dos Centros Ciência Viva, de autarquias, empresas e instituições científicas, afirma uma nota do CCV de Alcanena, no distrito de Santarém.

O lançamento vai acontecer a partir das 19:30 com uma “noite dos morcegos”, que levará os participantes “à descoberta dos habitantes noturnos mais ativos do Alviela” e que contará com as presenças da presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira, da presidente da Ciência Viva, Rosália Vargas, do presidente do Instituto Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, e do vice-presidente na CCDR LVT, José Manuel Alho.

A “saída de campo” permitirá observar em direto a comunidade de morcegos cavernícolas que, entre abril e setembro, mora no complexo de grutas que circunda a nascente do rio Alviela, o qual abriga “mais de 5.000 morcegos de 12 espécies diferentes, nove das quais com estatuto de ameaça”, acrescenta a nota.

A ação começa com uma visita à exposição “Quiroptário”, que mostra “a importância destes animais nos ecossistemas e a necessidade da sua conservação”, levando os visitantes por um corredor, num percurso “ao longo da história do Homem com os morcegos”, dando a conhecer “alguns mitos e lendas acerca dos Quirópteros, revelando os seus abrigos, alimentação, estratégias de caça e outras curiosidades, como por exemplo a semelhança entre o braço humano e a asa de um morcego”.

Segue-se a visita ao Observatório de Morcegos Cavernícolas, equipado com um sistema de videovigilância de visão noturna de alta resolução, que, “através de quatro postos de observação permanente instalados numa das galerias, permite a observação e interpretação, à distância e em tempo real, do comportamento das diferentes espécies de morcegos cavernícolas do Alviela”, projeto integrado no Plano Nacional de Conservação dos Morcegos Cavernícolas.

O investigador do grupo Bat Ecology do CIBIO-InBIO Francisco Amorim e a bióloga do CCV Alviela e especialista em morcegos Maria João Silva conduzirão a visita à descoberta das espécies residentes no Alviela, acompanhando a saída dos morcegos para o exterior da gruta, para caçar, sendo disponibilizados detetores de ultrassons para identificar as diferentes espécies pelos sons emitidos.

“A ‘Noite dos Morcegos’ tem como objetivo alertar o público para a importância dos morcegos e para a necessidade de preservação destas espécies”, refere o comunicado do CCV Alviela – Carsoscópio.

A lista completa das atividades da edição deste ano da Ciência Viva no Verão pode ser consultada em https://www.cienciaviva.pt/verao/2021/.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.