Brasil realiza operação contra grupo suspeito de enviar cocaína para Portugal

Data:

A Polícia Federal do Brasil realizou hoje uma série de ações para desarticular um grupo criminoso alegadamente responsável por tráfico internacional de drogas que terá enviado cocaína escondida dentro de um avião para Portugal.

Segundo um comunicado divulgado no ‘site’ da polícia brasileira, cerca de 20 agentes cumprem três mandados de prisão temporária e três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, em casas de suspeitos nas cidades de Fortaleza e Aquiraz, ambas no estado do Ceará.

A Operação 85 decorre de uma investigação instaurada em abril de 2021 para apurar “crime de tráfico internacional de drogas, a partir da apreensão de 85 quilos de cocaína em Lisboa – Portugal, em voo que partiu de Fortaleza na noite de 17/4/2021”.

A polícia brasileira frisou que já identificou indícios da participação de empregados cúmplices do aeroporto de Fortaleza no crime, que teriam introduzido a droga no compartimento de carga de uma aeronave de maneira clandestina.

Os suspeitos incorrem em penas de até 40 anos de prisão no Brasil.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.