Cinco estreantes absolutos lusos e outros cinco em Europeus e Mundiais

Data:

A seleção portuguesa de futebol vai participar no Campeonato da Europa de 2020 com cinco estreantes absolutos e outros tantos em fases finais de Europeus e Mundiais, inseridos num lote de 26 jogadores ‘capitaneado’ pelo experiente Cristiano Ronaldo.

A convocatória alargada a 26 atletas, ao invés dos habituais 23, autorizada pela UEFA, muito por culpa da pandemia de covid-19, permitiu ao selecionador luso, Fernando Santos, chamar mais três jogadores, que, provavelmente, estariam fora das contas para o torneio, que se realiza de 11 de junho a 11 de julho, em 11 cidades de 11 países.

Dos 26 elegidos, são apenas 11 os repetentes que ajudaram Portugal a conquistar pela primeira vez um Campeonato da Europa, em 2016, concretamente Rui Patrício, Anthony Lopes, Pepe, Raphaël Guerreiro, Danilo Pereira, João Moutinho, William Carvalho, José Fonte, Renato Sanches, Rafa e Cristiano Ronaldo.

Se o avançado dos italianos da Juventus caminha para a 11.ª fase final de uma grande competição, repetindo as presenças nos Europeus de 2004, 2008, 2012 e 2016, nos Mundiais de 2006, 2010, 2014 e 2018, mais a Taça das Confederações de 2017 e a Liga das Nações de 2019, cinco compatriotas ainda não sabem o que é envergar a camisola das ‘quinas’ nas grandes provas.

Os campeões nacionais ao serviço do Sporting, o defesa Nuno Mendes e os médios Palhinha e Pedro Gonçalves, este último pela primeira vez numa convocatória, poderão, pela primeira vez, representar Portugal numa fase final, tal como o guarda-redes Rui Silva e o médio Sérgio Oliveira.

Em igual situação, mas com um percurso na seleção principal iniciado mais cedo, estão Nélson Semedo, que participou na Taça das Confederações e na Liga das Nações, cuja fase final se realizou em Portugal e na qual também foram lançados João Cancelo, Rúben Neves, Diogo Jota e João Félix.

O recordista Ronaldo (173 jogos e 103 golos na seleção ‘AA’) será secundado pelo defesa central Pepe, que vai para a nona fase final, visto que não falha uma competição desde que marcou presença no Euro2008, e Rui Patrício e João Moutinho para a oitava – também começaram em 2008, mas, pelo meio, falharam o Mundial de 2010.

Uma das grandes surpresas da convocatória foi William Carvalho, face à escassa utilização nos espanhóis do Betis, mas que, ainda assim, mereceu a confiança do selecionador para representar a equipa lusa na sexta fase final, todas desde o Mundial de 2014, no qual ainda não estiveram José Fonte e Raphaël Guerreiro, que começaram no Europeu de 2016 e se mantiveram habitualmente entre as escolhas.

Bernardo Silva, Rafa e Danilo encaminham-se para a quarta participação, mas em provas distintas. O extremo do Manchester City marcou presença nas últimas três, após falhar, devido a lesão, o Euro2016, torneio no qual esteve o avançado do Benfica, depois de participar no Mundial de 2014 e na Liga das Nações de 2019.

O médio do Paris Saint-Germain foi igualmente chamado para a Taça das Confederações de 2017 e para a fase final da prova realizada em solo luso.

Nos últimos dois torneios, estiveram o defesa Rúben Dias e o médio Bruno Fernandes, assim como Gonçalo Guedes, outra das surpresas nesta última lista de 26, e que desfalcou a equipa no arranque da preparação, por ter testado positivo a covid-19.

O guarda-redes Anthony Lopes marcou presença nas duas últimas ‘grandes’ competições, o Euro2016 e o Mundial2018, no qual também participou André Silva, depois da Taça das Confederações.

O Euro2016, em França, foi marcante para Renato Sanches, uma vez que foi em solo gaulês que vestiu pela primeira vez a camisola das ‘quinas’ em jogos oficiais, tendo tido participação ativa na campanha notável de Portugal, anotando um dos golos lusos, para depois ‘desaparecer’ dos eleitos para as últimas três provas, muito por culpa das lesões e da falta de minutos.

A fase final do Euro2020 realiza-se de 11 de junho a 11 de julho, em 11 cidades de 11 países, depois ter sido adiada por um ano, devido à pandemia de covid-19.

Portugal integra o Grupo F e vai defrontar a Hungria (15 de junho, em Budapeste), Alemanha (19, em Munique) e França (23, em Budapeste).

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.