Dois menores raptados pelo pai em França intercetados no Aeroporto do Porto

Data:

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) detetou no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, distrito do Porto, dois menores de nacionalidade italiana que tinham sido raptados pelo pai, em França.

Em comunicado, o SEF esclarece que os menores, de 11 e 13 anos, foram detetados na segunda-feira no controlo documental de saída do voo com destino a Marraquexe, quando se preparavam para viajar na companhia do pai e de um outro irmão mais novo.

“De acordo com informações entretanto recolhidas pelo SEF, os menores terão sido subtraídos pelo pai, em julho de 2020, aquando da decisão judicial de colocá-los sob custódia dos Serviços Sociais franceses”, refere a mesma nota.

Segundo o SEF, os menores desaparecidos eram alvo de medida cautelar emitida por França, com a indicação de “tomar todas as medidas necessárias para a proteção do menor e trazê-lo perante as autoridades competentes”.

Tendo em conta as referidas medidas cautelares, as crianças foram presentes no Tribunal de Família e Menores de Matosinhos por elementos do SEF.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.