TVI vence 11 dos 24 prémios atribuídos nos Troféus Impala de Televisão 2021

Data:

A TVI foi a estação mais premiada na 12.ª gala dos Troféus Impala de Televisão, que decorreu na quarta-feira, tendo sido distinguida nas áreas de Entretenimento, Informação e Ficção, anunciou hoje a estação.

Na área do Entretenimento, Cristina Ferreira venceu o Troféu de Melhor Apresentadora, enquanto na de Informação o Jornal das 8 recebeu o Prémio de Melhor Programa de Informação.

Já na categoria de Melhor Jornalista/Repórter, o vencedor foi Paulo Salvador, jornalista da TVI responsável pelas rubricas “Mesa Nacional” e “Cá se vai andando”, tendo Catarina Canelas vencido na categoria de Melhor Reportagem/Documentário, com a série documental “Plástico – O Novo Continente”.

Paulo Portas, que todos os domingos participa no Jornal das 8, com o seu comentário “Global”, venceu na categoria de Melhor Comentador e o programa Mais Futebol, conduzido por Cláudia Lopes, venceu o troféu na categoria de Melhor Programa Desportivo, pela 9.ª vez em 12 anos do programa.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.