Exportações de vinhos portugueses cresceram impulsionadas pelas vendas para o Brasil

Data:

As exportações de vinhos portugueses cresceram 5,3% em volume, no ano passado, e 3,2% em valor para 846 milhões de euros, impulsionadas pelas vendas para o Brasil, segundo dados do INE, citados pelo Governo.

O Brasil, França, EUA, Reino Unido e Canadá foram os mercados que mais contribuíram para estes resultados.

De janeiro a dezembro, as exportações para o Brasil avançaram cerca de 26,5% em volume e 23,5% em valor para os 68 milhões de euros.

Já as destinadas aos EUA progrediram, no período em causa e face a 2019, 13,5% em volume e 3,1% em valor, totalizando 92 milhões de euros.

Por sua vez, as exportações de vinhos portugueses para o Reino Unido ascenderam 26,9% em volume e 16,2% em valor para 90 milhões de euros.

No Canadá registou-se um acréscimo de 6% em volume e 4,9% em valor para cerca de 50 milhões de euros.

Foi também no Canadá onde se registou o melhor preço médio, com cerca de 3,64 euros por litro.

No mercado comunitário, o destaque vai para França, que registou 110,5 milhões de euros, seguido pela Alemanha (47,5 milhões de euros) e os Países Baixos (47 milhões de euros).

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.