Carris perdeu 60 milhões de passageiros em 2020

Data:

A Carris perdeu cerca de 60 milhões de passageiros em 2020 devido à pandemia da Covid-19, tendo transportado nesse ano 79,3 milhões de pessoas, segundo dados enviados pela empresa à agência Lusa.
Numa resposta enviada por escrito à Lusa, a empresa de transporte rodoviário de Lisboa indicou que, no ano passado, transportou 79,3 milhões de passageiros, enquanto em 2019 transportou 139,5 milhões de passageiros.
Na base da perda de 60,2 milhões de passageiros está a pandemia da covid-19, “com os confinamentos obrigatórios e o fecho do país também ao turismo”, indicou a empresa.
A Carris adiantou que a previsão que tinha para 2020 “era de um crescimento de passageiros transportados superior a 2019, que só não foi possível devido à pandemia”.
Num comunicado, a empresa rodoviária revelou ainda que, no ano passado, percorreu mais de 34 milhões de quilómetros, em todos os bairros de Lisboa.
Mesmo com a pandemia, foram feitos mais de três mil quilómetros por dia.
De acordo com a Carris, entre 2019 e 2020, a frota foi reforçada com 217 novos autocarros, dos quais 165 a gás natural e 15 elétricos, reduzindo 42% a emissão de óxidos de azoto e 48% a emissão de partículas.
A empresa referiu ainda que foram contratados mais de 200 novos colaboradores, tendo sido eleita pelo terceiro ano consecutivo como Marca de Confiança Ambiente.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.