Árbitro Luís Godinho vai dirigir o ‘clássico’ FC Porto-Benfica

Data:

O árbitro Luís Godinho, da Associação de Futebol (AF) de Évora, vai dirigir o ‘clássico’ FC Porto-Benfica, na sexta-feira, da 14.ª jornada da I Liga, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Este é o segundo jogo ‘grande’ que Luís Godinho, de 35 anos, vai arbitrar esta temporada, depois de em outubro ter sido nomeado para o Sporting-FC Porto, da quarta jornada, que terminou empatado 2-2.

O ‘clássico’ em Alvalade foi um dos nove encontros da I Liga em que o árbitro eborense esteve presente, tendo dirigido, entre outros, o Famalicão-Benfica (1-5) e o Boavista-FC Porto (0-5), além do Famalicão-Sporting (2-2).

Já o videoárbitro (VAR) do ‘clássico’ será Hugo Miguel, da AF Lisboa.

O jogo entre FC Porto e Benfica, segundo e terceiro classificados, ambos com 31 pontos, está agendado para sexta-feira, a partir das 21:00, no Estádio do Dragão, no Porto.

Antes do ‘clássico’, entrará em campo o líder Sporting, com 35 pontos, que recebe o Rio Ave a partir das 18:30, numa partida que será arbitrada por Hélder Malheiro, da AF Lisboa.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.