Dois cafés históricos do Porto encerram portas

Data:

O histórico café da Baixa do Porto está de portas fechadas,  por falta de clientela, devido à pandemia da Covid-19. Outra das vítimas da atual crise, foi o emblemático café Guarany, também do grupo Barrias, que deixou de operar. Há um ano, o Majestic estava “completamente cheio”, “com filas à porta”. 

“Por mais que tivéssemos vontade de manter as portas abertas, não temos turistas nem residentes. “Chegou a um ponto que era só gerar prejuízo e despesas”, afirma o gerente Fernando Barrias.

Proprietário do Majestic desde 1983 e do Guarany desde 1982, o grupo Barrias garante que no passado só fecharam para restauro.

“Na nossa documentação constatámos que em plena II Guerra Mundial, pagando taxa de guerra às Finanças, [o Majestic e o Guarany] estiveram sempre de portas abertas”, indica o sócio gerente. Oficialmente inaugurado a 1 de dezembro de 1922, segundo dados mais recentes recolhidos pelo gerente, o Majestic esteve fechado entre outubro de 1992 e julho de 1994 para ser restaurado; e o Guarany, que abriu em 1933, fechou apenas entre Outubro de 2001 e dezembro de 2003 pelo mesmo motivo. “Nunca tivemos necessidade de fechar…” Houve mais uma outra ocasião em que fecharam para limpezas o Majestic durante 15 dias, em fevereiro de 2015.

Quanto à reabertura, o responsável diz que “vai depender muito das circunstâncias”, mostrando-se otimista: “Temos que acreditar e ter força, vamos ultrapassar esta situação e dar tempo ao tempo. Isto vai passar”, segundo declarou ao jornal Público

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.