Arte urbana leva colorido a Macedo de Cavaleiros em tempos de pandemia

Data:

O município de Macedo de Cavaleiros decidiu levar o colorido da arte urbana às ruas da cidade transmontana em tempos de pandemia, com um festival que começouna quinta feira e até domingo tem programadas várias intervenções.

O primeiro Festival de Arte Urbana “já estava a ser pensado há algum tempo” seguindo um pouco o que vai sendo feito noutras cidades, como disse à Lusa a vereadora da Cultura, Elsa Escobar, e o município entendeu que este era o momento certo.

Com a redução da oferta cultural e as restrições impostas pela contenção da pandemia de covid-19, este festival de rua é a apostada autarquia para oferecer animação e colorido “neste ano em que as pessoas estão um bocadinho tristonhas”.

Até domingo estão previstos “vários espetáculos e intervenções de arte urbana” junto das escolas e nas ruas com nomes de escritores nesta cidade do distrito de Bragança.

De acordo com a vereadora, a ideia é em cada ano o festival ter uma temática e a deste ano é a dos escritores, como Pires Cabral, natural do concelho que vai ser homenageado “dentro de pouco tempo” com a atribuição do nome à biblioteca municipal.

O festival é feito de animação com estátuas, mimo e saxofonista, instalações de arte e pintura de caixas elétricas em diversos locais como as rua Antero de Quental, Eça de Queirós ou Miguel Torga, com passagens ainda pela Casa Falcão, Praça dos Segadores e Jardim 1.º de Maio.

A ideia da vereadora da Cultura é posteriormente colocar um código QR nalgumas das novas obras, nomeadamente nas pinturas das caixas elétricas para que qualquer pessoa com um telemóvel possa ler e saber informação sobre o trabalho e artistas.

A arte deste festival serve também para homenagear o passado deste concelho que foi um dos maiores centros de produção de cereais portugueses, dando nova dinâmica a espaços “esquecidos” como a atual praça dos segadores, onde antigamente se juntavam os que vinham de outras terras à procura de um lavrador que lhes garantisse a jeira.

Esta primeira edição será o arranque de uma iniciativa que a vereadora da Cultura “gostaria que a cada ano crescesse e que se tornasse num festival urbano para trazer gente ao concelho”, assim como que Macedo de Cavaleiros passasse a integrar os roteiros da arte urbano.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.