A mais longa estrada portuguesa é atravessada há 75 anos

Data:

Entre 28 de julho e 7 de agosto, em “Rota N2”, a RTP percorreu a maior e a mais mítica estrada portuguesa: a Estrada Nacional 2 (EN2). Ao longo desta viagem, que liga Chaves a Faro, a estação pública mostrou alguns dos pontos mais emblemáticos da estrada nacional que atravessa 11 distritos e 35 concelhos, mais de uma dezena de rios e quatro imponentes serras que atestam a enorme diversidade do interior de Portugal.

Ao longo desta viagem, que liga Chaves a Faro, a televisão pública portuguesa mostrou alguns dos pontos mais emblemáticos da estrada nacional que atravessa 11 distritos e 35 concelhos, mais de uma dezena de rios e quatro imponentes serras que atestam a enorme diversidade do interior de Portugal.
Em ‘RotaN2’, com Tânia Ribas de Oliveira, José Pedro Vasconcelos, Vanessa Oliveira, José Carlos Malato, Joana Teles, Isabel Angelino e os repórteres Inês Carranca e Tiago Goes Ferreira, será exibida uma estrada rica em gentes, em histórias, em património, em cultura, não esquecendo também a riqueza gastronómica e as paisagens naturais do nosso país.
São 739 quilómetros de pura beleza de uma estrada única na Europa e que este ano celebra 75 anos de existência.
A Nacional 2 é uma das estradas mais extensas do mundo, a exemplo das famosas Route 66, nos Estados Unidos, e Ruta 40, na Argentina.
Em 2016, foi criada a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, que engloba os mais de 30 municípios que eram atravessados pela EN 2 no seu traçado original e que tem como objetivo dinamizar o turismo ao longo do itinerário.

Estrada Nacional 2
São 739 quilómetros de pura beleza de uma estrada única na Europa e que este ano celebra 75 anos de existência.

Uma atracção que une o país

“A Estrada Nacional 2 é uma estrada mítica que tem 75 anos e é a única que liga o país de norte a sul. O nosso objectivo é ajudar a criar riqueza para os residentes ao longo da via”, afirmou Luís Machado, presidente da Câmara de Santa Marta de Penaguião, no distrito de Vila Real.
O autarca, que preside à Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 (AMREN2), foi um dos impulsionadores da Rota da EN2, a estrada que atravessa o país ao longo de 739 quilómetros, de Chaves até Faro.
O autarca destacou que este é um projecto intermunicipal, que une 35 municípios, e salientou que a EN2 se transformou numa “atracção turística”, que proporciona “opções diferentes” para os viajantes, e é também um “destino seguro” em tempos de pandemia e um “produto intergeracional”.
Pela “mítica” Estrada Nacional 2 encontram-se actualmente 1.200 estabelecimentos com o selo Clean & Safe atribuído pelo Turismo de Portugal.
A EN2 está também, segundo o autarca, a “alavancar novos negócios” ao longo do trajecto e, este ano, agências de viagem criaram pacotes turísticos, desafiando os portugueses à descoberta do país pela sua “coluna vertebral”. “Estão a surgir lojas dedicadas só a produtos da EN2 e que vivem só da oferta da EN2, mas também temos assistido à reconversão de muitos espaços”, exemplificou.

A Nacional 2 é uma das estradas mais extensas do mundo, a exemplo das famosas Route 66, nos Estados Unidos, e Ruta 40, na Argentina

Projeto turístico para valorizar a EN2

Segundo Luís Machado, neste momento está em curso a concretização de um projecto de valorização turística que vai implementar mais sinalética, formação e informação sobre os municípios.
O projecto resulta de uma candidatura no valor de cerca de 400 mil euros, com comparticipação do Turismo de Portugal de 90%, que foi aprovada no âmbito do programa Valorizar e possui três eixos: sinalética, conteúdos e capacitação dos parceiros que aderirem à rota.
Luís Machado explicou que se pretende colocar sinalética na estrada, que não se faz nos dois sentidos em todo o seu percurso, e ainda instalar informação indicativa da Nacional 2 nos municípios. “Já temos o caderno de encargos pronto e só falta a homologação do sinal de informação turística por parte da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Esperamos que a homologação seja feita ainda durante este mês para em Julho avançarmos para o terreno”, salientou.
O segundo eixo visa a criação de uma aplicação móvel que dará informações ao viajante sobre o local onde está, como, por exemplo, o que visitar, onde comer ou onde dormir. O autarca disse que esta app deverá estar também pronta em Julho. No início do ano, quatro jovens universitários de Coimbra criaram uma app dedicada ao trajecto, baptizada Rota N2.
No início de Junho foi já lançado o site onde o turista pode encontrar informações sobre gastronomia, alojamento, património entre outras. O site já registou 16.575 utilizadores.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.