Unesco integra congresso mundial em Lisboa sobre ensino à distância

Data:

Os membros da Coligação Global para a Educação criada pela Unesco vão estar em Lisboa, em novembro, para participar na reconfiguração digital dos sistemas de ensino de todos os continentes. No congresso vão discutir-se formas de ultrapassar os bloqueios ao ensino criados pela Covid-19.

Os membros da Coligação Global para a Educação da Unesco vão participar no congresso mundial da Virtual Educa, que terá lugar em Lisboa. O evento vai acontecer na Fundação Calouste Gulbenkian de 23 a 25 de novembro e tem o apoio do Governo português.
Lançada em 2001 pela Organização dos Estados Americanos (OEA), para a cooperação multilateral no âmbito da educação, a Virtual Educa “é responsável pelos maiores eventos mundiais dedicados à inovação educativa e às tecnologias de educação”, como destaca um comunicado divulgado por este organismo.
O regresso às aulas presenciais e a sua articulação com novas tecnologias de educação e conteúdos pedagógicos para o ensino digital foram os temas da conferência online ‘virtualeduca.connect’ que decorreu em julho e vão marcar também o congresso de novembro, que acontece pela primeira vez na Europa.
“Uma das razões da conferência se realizar em Lisboa é porque Portugal é dos países europeu que, segundo o ranking do PISA, melhor tem evoluído nas estatísticas de educação desde o ano 2000: por essa razão, Portugal é hoje visto como uma referência a acompanhar quanto a estratégias educativas”, explicou Adelino Sousa, diretor-executivo da Virtual Educa. “É ainda um ponto de conexão estratégico entre os três continentes: América, África e Europa”, acrescentou o português.
A conferência online realizada em julho teve a participação do ministro da Educação português, Tiago Brandão Rodrigues, e a ministra espanhola da tutela, Isabel Celaá, que intervieram na sessão de abertura. A conferência virtual substituiu o congresso presencial que estava inicialmente previsto para a FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, mas que a pandemia da Covid-19 obrigou a adiar para novembro.

Covid-19 obrigou a investir no ensino à distância

A Virtual Educa foi estabelecida em 2001 pela Organização dos Estados Americanos como uma iniciativa de cooperação multilateral no âmbito da educação, inovação, competitividade e desenvolvimento. Tem sido responsável pelos maiores eventos de educação da América Latina, sendo dirigida aos profissionais de educação e das tecnologias de informação e comunicação, empresários e decisores políticos. As suas sedes são em Washington, Estados Unidos, onde tem uma fundação, e em Madrid, Espanha.
A ligação da Virtual Educa à Unesco foi formalizada em meados de agosto, quando passou a integrar a Coligação Global para a Educação daquela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. A partir de agora, todos os estudos e relatórios apresentados e discutidos no âmbito nos congressos da Virtual Educa passarão a estar presentes na nova plataforma https://globaleducationcoalition.unesco.org , onde poderão ser vistas e pesquisadas por governantes, investigadores e professores de todo o mundo.
“A Covid-19 trouxe a necessidade de os estados investirem em métodos pedagógicos que facilitem o ensino à distância, única forma de, em momentos críticos, se poder garantir uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade a todos os alunos”, afirma Adelino Sousa.
“A Virtual Educa e a Unesco vão dar o seu contributo a países de todo o mundo reunindo empresas, investigadores e pedagogos e apresentando soluções que, não só apoiem estudantes e professores neste período crítico da pandemia, como lancem também as bases para o que será o ensino digital pós-Covid”, sublinha o diretor-executivo deste organismo.

Ana Grácio Pinto

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.