Secretária de Estado do Turismo inaugura primeira Área de Serviço para Autocaravanas

Data:

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, inaugura na próxima quinta-feira, 16 de julho, às 10h00, a primeira Área de Serviço para Autocaravanas, em Ponte de Sor. É a primeira unidade de uma rede que visa cobrir todo o território nacional, com oferta qualificada e que dê resposta à procura crescente.

Numa altura em que a procura por este tipo de turismo registou um aumento significativo, fruto do contexto sanitário em que vivemos, esta inauguração vai também marcar o lançamento do programa “Para um Autocaravanismo Responsável” e da campanha “Life campers”, ambos desenvolvidos pelo Turismo de Portugal.

Entre outras personalidades, a sessão conta ainda com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Hugo Hilário, do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo-Ribatejo, Ceia da Silva, da Vice-Presidente do Turismo de Portugal, Teresa Monteiro, e do Presidente da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, João Queiroz.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.