Vendas de produtos petrolíferos Galp caíram 45% no 2.º trimestre

Data:

As vendas de produtos petrolíferos da Galp caíram 45% no segundo trimestre do ano em relação ao período homólogo, de acordo com um comunicado da empresa enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

De acordo com o ‘trading update’ divulgado hoje pela Galp Energia, SGPS, SA, as vendas de gás natural a clientes diretos caíram 38% em relação ao período homólogo e 27% relativamente aos primeiros três meses do ano, enquanto as de eletricidade baixaram 14% no segundo trimestre em termos homólogos e 25% relativamente ao primeiro trimestre do ano.

No documento, a empresa sublinha que “as vendas de produtos petrolíferos, gás natural e eletricidade a clientes diretos refletiram os efeitos da queda significativa da procura causada pelas medidas de contingência adotadas” devido à covid-19.

Em abril, aquando da apresentação de resultados do primeiro trimestre, a Galp já tinha alertado para a quebra abrupta na procura por causa da pandemia, anunciando que, por isso, estava a desenvolver iniciativas para reduzir o investimento e as despesas operacionais em mais de 500 milhões por ano em 2020 e 2021 face ao plano de investimento anteriormente anunciado.

No ‘trading update’ divulgado hoje, a Galp Energia refere que a produção atingiu 118,6 mil barris de petróleo por dia, sem grandes variações relativamente aos primeiros três meses do ano, mas que representa uma subida de 19% relativamente ao período homólogo.

Já a produção de petróleo e gás natural totalizou 132,2 mil barris por dia, uma subida de 18% relativamente ao período homólogo e de 1% em relação ao primeiro trimestre do ano.

A margem de refinação caiu 33% em termos homólogos, para dois dólares por barril, mas em relação ao primeiro trimestre do ano subiu 7%.

No final de junho, a dívida líquida da Galp situava-se em 1,9 mil milhões, uma subida face aos 1,5 milhões registados em final de março.

A Galp refere que o aumento da dívida líquida reflete “as distribuições de dividendos efetuadas durante o trimestre”.

A empresa lembra que a informação hoje divulgada tem como objetivo “fornecer as condições macroeconómicas, operacionais e comerciais” a que a Galp esteve sujeita durante o segundo trimestre de 2020, bem como uma perspetiva da situação financeira a 30 de junho de 2020.

Sublinha ainda que as margens, os preços, a produção e outra informação referida neste documento deverão ser considerados provisórios e que os números finais serão divulgados a 27 de julho de 2020.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.