Empresa portuguesa integra restauro da Catedral de Santiago de Compostela 

Data:

15
“Trabalhar na catedral de Santiago é, neste momento, possivelmente, uma das mais importantes obras em curso, de restauro, no mundo. Se calhar, a par da catedral de Notre Dame, em Paris, ou logo a seguir é a mais importante em curso. Pelo menos, na Europa, não conheço mais nenhuma com esta envergadura e, com esta importância”, afirmou, hoje à agência Lusa, Carlos Costa.
O responsável explicou que a equipa de técnicos que o atelier tem, em permanência naquela obra, esteve envolvida na reabilitação da Torre del Tesouro da Catedral de Santiago, concluída na última semana.
“É um trabalho muito grande e muito complexo em termos de organização. Em termos técnicos é um trabalho que estamos habituados a fazer. Esta semana começamos o embasamento em mármore da capela-mor. É uma peça muito importante. É um trabalho desafiante, que temos de encarar com grande sentido responsabilidade”, sustentou o responsável pela empresa que, em 2018, passou a integrar a lista oficial de empresas prestadoras de serviços autorizadas pelo Vaticano.
Segundo fonte da fundação da Catedral de Santiago, as obras na catedral, situada na Praça do Obradoiro, iniciadas em 2013, têm conclusão prevista para finais de 2020, num investimento de 18 milhões de euros, financiado pela fundação e pelo governo espanhol.
Construída entre 1075 e 1128, em estilo românico, a catedral sofreu várias reformas que lhe adicionaram elementos góticos, renascentistas e barrocos. Segundo a tradição, acolhe o túmulo do apóstolo Santiago Maior, padroeiro e santo protetor de Espanha, o que a converteu no principal destino de peregrinação cristã na Europa a seguir a Roma, através do chamado Caminho de Santiago, uma rota que se estendia por toda a Península Ibérica e Europa Ocidental.
O ano Jacobeu é definido pela circunstância de o dia de S. Tiago (Santiago) ser a um domingo. O próximo acontecerá a 25 de julho de 2021.
Os Caminhos de Santiago, que atravessam Portugal de sul para norte, são seguidos pelos peregrinos há séculos e têm como destino a Catedral de Santiago de Compostela, em Espanha.
Atualmente podem identificar-se três percursos principais: o Caminho da Costa que parte do Porto e atravessa o Minho até Espanha, o Caminho Interior, que liga Viseu a Chaves, com saída para Espanha por Vilarelho da Raia, e o Caminho Central Português que sai da Sé de Lisboa e passa por Tomar, Coimbra até entrar no Porto e seguir depois para Norte.
A catedral de Santiago é o quarto monumento mais visitado de Espanha, e foi declarada Bem de Interesse Cultural em 1896, sendo que o conjunto da cidade velha de Santiago de Compostela está classificado como Património Mundial da UNESCO.
Em Portugal, o Atelier Samthiago já efetuou, entre outros, trabalhos de conservação e restauro no Mosteiro dos Jerónimos, Palácio Nacional da Pena, Igreja dos Clérigos, Catedral de Santarém, da Guarda, de Viana do Castelo, de Silves, Palácio Nacional de Belém, Castelo São Jorge, entre outros.
Atualmente, a empresa portuguesa, que este ano cumpre 15 anos de atividade, está ainda envolvida no restauro da Sé do Funchal, na Madeira, “naquele que é o maior contrato público de prestação de serviços de conservação e restauro alguma vez celebrado em Portugal”.
A intervenção, do Governo Regional da Madeira, deverá estar concluída em 2021.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.