Penafiel vai oferecer máscaras feitas em fábricas que estavam paradas

Data:

A Câmara de Penafiel vai oferecer à população ‘kits’ de máscaras produzidos no concelho, o que vai permitir reativar empresas do setor têxtil que se encontravam em ‘lay-off’ devido à covid-19, anunciou a câmara municipal.

Cada ‘kit’ de três máscaras sociais em tecido será recebido gratuitamente na residência dos agregados familiares que assim o solicitarem à autarquia.

A câmara assinala, em comunicado, que as duas empresas envolvidas nesta primeira fase do processo têm capacidade para produzir entre 4.000 e 6.000 máscaras por dia.

É expectável, segundo o município, que as duas unidades fabris possam fornecer outras entidades, obrigando à contratação de mais recursos humanos.

As empresas de pequena e média dimensão dedicavam-se à produção de roupa, mas a pandemia de codiv-19 determinou fortes quebras na produção.

Citado em comunicado, o presidente da câmara, Antonino Sousa, destaca a importância daquela iniciativa, por permitir “proteger os munícipes”, ao mesmo tempo que “ajuda a economia local”, recuperando empresas que estavam encerradas.

“Esta é uma crise complexa, mas o mais importante é estarmos todos juntos neste combate e nunca baixarmos os braços”, refere o edil de Penafiel.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.