DGS admite que apoio inicial aos lares não foi o melhor

Data:

A diretora-geral da Saúde reconheceu hoje que, durante a fase inicial da pandemia da covid-19, o apoio das autoridades aos lares de idosos não foi ideal, assegurando que agora o acompanhamento “está a ser muito melhor”.

“Neste momento, temos percorrido o país todo para fazer o levantamento da situação e o que sabemos é que o acompanhamento dos lares está a ser muito melhor do que era inicialmente”, admitiu Graça Freitas.

Durante a conferência de imprensa diária de atualização de informação sobre a pandemia em Portugal, a diretora-geral adiantou que as entidades gestoras dos lares de idosos contam atualmente com o apoio das autarquias, segurança social, proteção civil e das autoridades de saúde locais para solucionar eventuais dificuldades, incluindo a falta de profissionais de saúde.

“Se o lar, por qualquer motivo, não tiver pessoal médico e de enfermagem suficiente para dar apoio aos utentes que lá estão, esse lar é apoiado pelo agrupamento de centros de saúde da zona em que está localizado”, assegurou Graça Freitas.

Desde o início da pandemia, vários lares têm-se queixado de falta de apoio das autoridade, nomeadamente devido à falta de condições para garantir o cumprimento das medidas de prevenção e os procedimentos impostos pela Direção-Geral da Saúde, que obrigam, por exemplo, ao isolamento de todos os utentes infetados ou com suspeita de infeção.

Relativamente à disponibilidade de profissionais de saúde, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, adiantou ainda que, no âmbito da pandemia, já foram contratados mais de 1.800 profissionais, entre médicos, enfermeiros e assistentes operacionais, em regime temporário.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.