Benfica compra milhares de equipamentos médicos para doar ao SNS

Data:

O Benfica adquiriu milhares de equipamentos médicos para doar ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), num esforço conjunto do clube, fundação e futebolistas profissionais, no âmbito do combate à pandemia de covid-19, informou o campeão nacional.

“O vasto material garantido, e que muito em breve chegará a Portugal para ser entregue ao SNS, corresponde a um milhão de máscaras cirúrgicas – 3 camadas – descartáveis, 1,8 milhões de pares de luvas descartáveis, 173.500 máscaras de proteção FFP, 9.005 máscaras de proteção FFP2, 2.620 óculos de proteção, 2.620 fatos de proteção, 778 termómetros infravermelhos e seis ventiladores”, especifica o Benfica.

Em nota publicada no sítio oficial na Internet, o Benfica observou que a aquisição daquele equipamento médico resulta do “esforço articulado no combate à pandemia do novo coronavírus” entre o clube – cujo contributo ascendeu a um milhão de euros -, a sua fundação e os jogadores do plantel de futebol profissional.

O clube lisboeta lembrou que, além dos donativos, “acrescem as diversas iniciativas de cariz solidário e altruísta das casas do Benfica, incansáveis no trabalho no terreno, em Portugal e por todo o mundo, no apoio às comunidades locais”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.