CP suspende comboios de longo curso entre 1 e 3 de maio

Data:

 

A CP vai suspender a circulação de comboios de longo curso, entre as 00:00 de 1 de maio e as 24:00 do dia 3, no âmbito do plano de contingência da covid-19.

“No âmbito do Plano de Contingência covid-19, e na sequência das medidas de limitação à circulação nos dias 1, 2 e 3 de maio, a CP — Comboios de Portugal vai suspender a circulação de comboios de longo curso, entre as 00:00 do dia 1 de maio e as 24:00 do dia 3 de maio”, anuncia a empresa em comunicado.

Assim, durante este período, e tal como aconteceu no período de Páscoa, “fica suspensa a circulação dos comboios Alfa Pendular e Intercidades, em todos os eixos, a nível nacional, com exceção de algumas ligações a Évora e Beja, assegurando a mobilidade estritamente necessária nestes eixos, que não dispõem de Serviço Regional”.

Já a oferta de comboios urbanos e regionais “será mantida nos moldes em que se realiza à data de hoje”, refere a transportadora ferroviária, que disponibiliza no seu ‘site’ informação atualizada sobre a oferta disponível.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.