Há oito tripulantes portugueses em navio retido no Japão desde janeiro

Data:

Oito portugueses, dois dos quais infetados com o novo coronavírus, estão num navio de cruzeiro retido desde janeiro em Nagasaki, no Japão, confirmou, no domingo à noite, fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

“O Ministério dos Negócios Estrangeiros tem conhecimento da presença dos oito nacionais, tripulantes, no navio retido em Nagasaki, no Japão”, referiu fonte oficial da tutela, acrescentando que “a situação está a ser acompanhada pela Embaixada de Portugal em Tóquio”.

A SIC avançou que oito portugueses, dois dos quais infetados com o novo coronavírus, que origina a doença covid-19, estão desde janeiro retidos no navio de cruzeiro Costa Atlântica, de bandeira italiana, atracado em Nagasaki.

Segundo aquela estação de televisão, dentro do navio estão 623 pessoas, tendo mais cem testado positivo para a covid-19.

As 623 pessoas, todos tripulantes, já foram todas testadas e mais de cem deram positivo.

Os portugueses são funcionários de uma empresa de manutenção que disse à SIC estar em contacto com o Governo japonês e que ainda não há data para o regresso dos cidadãos portugueses.

A SIC refere ainda que o navio deveria ter atracado na China para fazer a manutenção em terra, mas que teve que seguir para o Japão devido à pandemia da covid-19, onde acabou por ficar desde janeiro.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.