Estudantes portugueses ajudam a reescrever a saga de D. Quixote e Sancho Pança

Data:

Um projeto coordenado pela Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI), Câmara Municipal de Alcalá de Henares e a Universidade de Alcalá, em Espanha, vai juntar 325 estudantes de ensino básico de 14 países, incluindo Portugal, para recriar as aventuras de Dom Quixote e Sancho Pança.

Estimular o gosto pela leitura, pela escrita e pelo desenho é o grande objetivo do projeto ‘Quinto Quixote Ibero-americano’, no qual participam 325 alunos do ensino básico de 14 estados ibero-americanos que integram a OEI, incluindo Portugal.
Os estudantes, de uma escola por país, vão “escrever um capítulo inédito” do famoso livro ‘D. Quixote de la Mancha’, lançado em 1605 pelo espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616).
Os personagens “desembarcam em terras ibero-americanas como parte de um projeto educativo e colaborativo pioneiro que visa fomentar a cultura comum”, explica a OEI Portugal numa nota enviada ao ‘Mundo Português’.
O objetivo é recriarem as aventuras originais de Dom Quixote e Sancho Pança com referências locais.
Os estudantes vão ser apoiados nas salas de aulas por 39 professores, para escreverem, por cada escola, um capítulo do livro totalmente inventado, protagonizado por Dom Quixote e Sancho Pança.

Novas aventuras de Dom Quixote e Sancho Pança

Em Portugal, a missão está entregue a um grupo de grupo de alunos do 9º ano do Agrupamento Escolar nº 3 de Elvas, guiados por Maria Inês Almeida, a escritora selecionada para acompanhar os estudantes portugueses.
“Jornalista de formação, Maria Inês Almeida publicou já mais de 40 livros, a maior parte dos quais dirigidos a crianças e jovens, incluindo os particularmente apreciados ‘Sabes onde é que os teus pais se conheceram?’ e ‘Quando eu for… Grande’, nomeado em 2011 como um dos três candidatos ao prémio do melhor livro infanto-juvenil da Sociedade Portuguesa de Autores e já traduzido para castelhano e chinês”, refere a nota da OEI Portugal.
“Em pleno século XXI, Dom Quixote e Sancho Pança partem de Alcalá de Henares, a cidade espanhola onde nasceu Miguel de Cervantes, passam por Portugal e do nosso país atravessam o Atlântico para seguir as suas andanças por terras americanas, da Argentina até o México, de onde voltam para casa”.
Está previsto que a obra seja apresentada no dia 22 de abril, véspera do Dia do Livro, na Casa de América de Madrid.
Em Portugal, o projeto conta com o apoio do Ministério da Educação e com a parceria da Fábrica de Histórias.
O projeto visa potencializar a criatividade literária dos alunos do ensino básico, promover a aproximação da população escolar à figura de Cervantes e de Dom Quixote e fomentar a cultura comum dos Estados Ibero-americanos.
Para além de Portugal, os 14 países participantes são Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, República Dominicana e Uruguai.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.