Pombal vai transformar 14 antigas escolas primárias em projetos de turismo

Data:

Catorze antigas escolas primárias do concelho de Pombal, no distrito de Leiria, vão integrar uma hasta pública destinada a potenciar projetos de desenvolvimento turístico, anunciou o município.
A Câmara Municipal de Pombal avança que a iniciativa pretende “estimular o investimento privado no setor do turismo” e contribuir para a “criação de riqueza” e para a “valorização das comunidades e dos recursos endógenos do território”.
Os estabelecimentos de ensino a ceder situam-se nas freguesias de Abiul, Carriço, Louriçal, União das Freguesias de Santiago e São Simão e Albergaria dos Doze e Vila Cã, e apresentam tipologias entre uma e três divisões.
Segundo a autarquia, o arrendamento tem como objetivo ainda a “manutenção e preservação” dos edifícios, ficando as intervenções necessárias a cargo do arrendatário.
O valor-base de licitação varia entre os 50 e os 100 euros mensais, consoante o número de salas, sendo os contratos celebrados por um período de 25 anos, automaticamente renovável por períodos sucessivos de cinco anos.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.