Carlos Rocha, “The Portuguese Champion” faleceu aos 93 anos

Data:

Veterano da National Wrestling Alliance, especialmente no Canadá, o lutador português Carlos Rocha, que trabalhou entre os anos 1940 e 1970, faleceu na segunda-feira aos 93 anos. Carlos foi o primeiro lutador português a trabalhar para a WWE (então WWWF).

A sua carreira começou na década de 1940, quando o lutador português chegou à América do Norte, onde trabalhou em vários territórios da NWA, incluindo a Southwest Sports em Dallas, Texas (o precursor do World Class Championship Wrestling). Foi também uma atração regular na Europa ao longo de seus anos de formação. No início dos anos 1960, mudou-se definitivamente para os Estados Unidos.

No início da década de 1970, foi para o Canadá, começando com a International Wrestling em Montreal, onde venceu o Campeonato Mundial, bem como a Maple Leaf Wrestling de Toronto e a Stampede Wrestling de Calgary.

No final da década de 1970, estreou-se com a World Wide Wrestling Federation (WWWF), onde ganhou o apelido de “The Portuguese Champion”, onde lutou com o então campeão da WWWF, “Superstar” Billy Graham.

Carlos Rocha tinha desaparecido do mundo do wrestling na década de 1980 e após uma carreira de 30 anos como um dos ‘grandes’ internacionais.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.