Linhas do Norte e Douro continuam com circulação ferroviária suspensa

Data:

A Linha do Norte e a Linha do Douro mantêm hoje a circulação ferroviária suspensa, de acordo a Infraestruturas de Portugal (IP).

Segundo a empresa gestora da ferrovia, na linha do Douro, a circulação está suspensa entre Marco de Canaveses e Régua, “devido à queda de uma barreira e uma pedra de grandes dimensões” ao quilómetro 89,1, entre Ermida e Rede.

Também a Linha do Norte, que liga Lisboa ao Porto, continua com a circulação interrompida desde o final da tarde de sexta-feira.

“Na linha do Norte e Ramal Alfarelos, mantém-se a circulação suspensa entre Ameal Sul/Alfarelos/Verride devido à subida do nível da água que provoca inundação da via e o corte de tensão entre Alfarelos e Figueira da Foz/Louriçal devido à queda de um poste do sistema de alimentação de energia elétrica (catenária)”, refere o ponto da situação divulgado hoje pela IP.

Na Linha do Vouga, a circulação entre Sernada do Vouga e Macinhata foi restabelecida às 00:00, acrescenta a IP, em comunicado.

A circulação ferroviária foi afetada pelas condições climatéricas adversas que se têm feito sentir nos últimos dias, principalmente na região norte e centro do país.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido, deixaram 144 pessoas desalojadas e 320 pessoas deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.200 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

Só hoje, registaram-se mais de 1.700 ocorrências.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou hoje o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

No balanço realizado às 20:00 de sábado, a Proteção Civil indicou que a situação mais complicada continuava a ser a registada no distrito de Coimbra, sublinhando que os rios Mondego e Tejo (na zona de Constância) se encontram em alerta vermelho.

O IPMA já havia alertado para os efeitos da depressão Fabien, em especial no Norte e no Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 140 km/hora nas terras altas.

Prevê-se que estes efeitos vão diminuindo e que se registe uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de hoje.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar entre as 21:00 de hoje e as 12:00 de domingo em aviso vermelho, devido à agitação marítima.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.