Douro galgou margem do Porto e nível das águas continua a subir

Data:

As água do Douro galgaram hoje de novo a margem ribeirinha do Porto às 17h48, devendo subir ainda um a 1,5 metros até às 22h30.
Um dos lojistas alertados pela Proteção Civil para a subida do nível das águas adiantou à Lusa que aquele organismo prevê que àquela hora se atinja o pico da maré.
A margem de Vila Nova de Gaia, ligeiramente mais alta do que a do Porto, deverá ser galgada pelas águas do douro muito brevemente.
Desde as 16h30 que uma equipa da Proteção Civil está a avisar todos os comerciantes da Ribeira do Porto para a subida do nível das águas do rio.
A previsão avançada ao final da manhã pela Capitania do Porto de que a situação poderia piorar começa a confirmar-se, apesar da aparente indiferença dos turistas que continuam a passear ou simplesmente mantêm-se nas poucas esplanadas ainda abertas.
Cerca das 17h30, nas poucas esplanadas ainda abertas na Ribeira, os donos começaram a informar os clientes de que iriam encerrar devido ao avanço das águas do Douro, facto que surpreendeu alguns turistas que tinham acabado de chegar para lanchar.
Um desses estabelecimentos foi o Café do Cais, onde a esplanada quase cheia começou, lentamente, a ficar livre para que se pudesse arrumar tudo antes da chegada da água.
“Estamos com o coração nas mãos desde ontem [quarta-feira]”, disse à Lusa Paulo Figueiredo, responsável do café situado a menos de 10 metros de um rio cujas águas corriam veloz rumo à foz.
E prosseguiu: “aos 51 anos, sempre a viver no Porto, pensava que já não iria voltar a enfrentar isto, mas o que se há de fazer”, antecipando-se à pergunta sobre quem é o culpado, se o homem ou o clima, afirmando “só posso culpar a Elsa [depressão]”.
Enfatizando o “poder da natureza”, o gerente agradeceu a “forma pronta como a Proteção Civil” tem alertado para as situações de cheia desde o início do alerta vermelho.
Cerca de 50 metros ao lado, no Restaurante Mercearia a azáfama era a de arrumar tudo, contando à Lusa Mário Ferreira, num pátio onde já não estava a habitual esplanada montada, que “agora é esperar para ver”
“Fiz o possível para minimizar os riscos depois de nos ter sido dito que até às 22:30 o rio subirá entre um metro e um metro e meio. Tem de ser assim, pois as seguradoras não querem nada connosco”, lamentou o responsável do restaurante.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.