Espanha festeja sexto título na Taça Davis em ténis

Data:

A Espanha conquistou o sexto título da Taça Davis em ténis, depois de o número um mundial, Rafael Nadal, ter somado o ponto decisivo ao derrotar o canadiano Denis Shapovalov no segundo encontro de singulares.

Oito anos após erguerem a emblemática ‘saladeira de prata’ pela última vez, os espanhóis voltaram a triunfar na principal competição por seleções do ténis, graças às vitórias de Nadal e de Roberto Bautista Agut, que no primeiro encontro de singulares da final derrotou o jovem Felix Auger-Aliassime.

Naquela que era a décima presença de Espanha na final da Davis, e a primeira desde 2012, o líder do ‘ranking’ mundial confirmou o seu favoritismo e o da sua seleção, garantindo o decisivo ponto frente a Shapovalov (15.º), com um triunfo por 6-3 e 7-6 (9-7), em uma hora e 57 minutos.

Nadal, que não perde um ‘set’ na Davis desde a final de 2011 – foi o argentino Juan Martín del Potro o autor do ‘feito’ –, ainda enfrentou dificuldades para fechar o segundo parcial, num momento em que o canadiano entrou em ‘crescendo’, mas acabou mesmo por fazer o 2-0 que deu o sexto título a Espanha (2000, 2004, 2008, 2009 e 2011).

O sucesso da ‘armada espanhola’ em Madrid começou, contudo, a escrever-se ao início da tarde, quando o ‘capitão’ Sergi Bruguera surpreendeu ao escolher o nono jogador do ‘ranking’, que perdeu o pai há três dias e que só no sábado à tarde voltou a juntar-se aos seus companheiros, para o primeiro singular.

Mais experiente, o espanhol de 31 anos soube impor-se nos momentos decisivos, derrotando o canadiano Auger-Aliassime, de 19 anos, em dois ‘sets’, com os parciais de 7-6 (7-3) e 6-3.

“Nem sei sinceramente o que dizer. Mas digo-vos que não troco este encontro e o apoio que senti hoje por nada deste Mundo. Só estou a viver este momento graças aos meus companheiros, que venceram os seus encontros e apuraram esta equipa para a final”, disse um emocionado Bautista Agut, após fazer o 1-0 para a sua seleção na final diante do Canadá.

Aos canadianos resta a consolação de terem feito história para o seu país, que esteve pela primeira vez numa final da Davis, melhorando aquele que era o seu melhor resultado, a presença nas ‘meias’ da competição (1913 e 2013).

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.