Há 36% de Portugal continental em seca severa e extrema

Data:

Trinta e seis por cento de Portugal continental estava no final de outubro em situação de seca severa e extrema, tendo-se registado um desagravamento na região do Norte e Centro, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
De acordo com índice meteorológico de seca (PDSI) disponível no ‘site’ do IPMA, no final de outubro houve um desagravamento da situação de seca meteorológica nas regiões do Norte e Centro e na região sul mantinha-se a seca meteorológica.
Segundo o relatório de 31 de outubro, 33,5% do continente estava em seca moderada, 31,9% em seca severa, 17,5% seca fraca, 6,8% normal, 6% em chuva fraca e 4,3% em seca extrema.
No final de setembro, 48,4% de Portugal continental estava em seca moderada, 32,7% em seca severa, 15,4% em seca fraca e 3,4% em seca extrema.
O instituto classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre “chuva extrema” e “seca extrema”.
De acordo com o IPMA, existem quatro tipos de seca: meteorológica, agrícola, hidrológica e socioeconómica.
A seca meteorológica está diretamente ligada ao défice de precipitação, quando ocorre precipitação abaixo do que é normal.
Depois, à medida que o défice vai aumentando ao longo de dois, três meses, passa para uma seca agrícola, porque começa a haver deficiências ao nível da água no solo.
Se a situação se mantiver, evolui para seca hidrológica, quando começa a haver falta de água nas barragens. Existe também a seca socioeconómica, que é considerada quando já tem impacto na população.
O IPMA adianta também que o valor médio da quantidade de precipitação em outubro corresponde 81% do valor normal mensal.
“De destacar que apesar do valor total mensal em Portugal continental ser inferior ao normal verificou-se uma forte variabilidade espacial da distribuição da precipitação”, é referido.
O instituto indica que os valores registados em grande parte do nordeste foram superiores ao normal e na região sul foram inferiores.
Durante o mês de outubro, verificou-se que até dia 12 não ocorreu precipitação no continente e a partir de dia 13 foram registados valores significativos nas regiões do litoral norte e centro, em particular nos dias 14 e 19.
O boletim do IPMA adianta também que no final do mês verificou-se um aumento dos valores de percentagem de água no solo relativamente a setembro, tendo sido mais significativo em alguns locais das regiões do norte e centro.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.