Segurança Social está a fechar 10 lares ilegais ao longo deste ano

Data:

O Instituto de Segurança Social encerrou este ano 93 lares ilegais. É o resultado de 508 ações de fiscalização feitas até ao final de setembro.

De acordo com o “Jornal de Notícias”, nove foram encerrados com caráter de urgência por representarem perigo de saúde e segurança.

A associação que representa lares e casas de repouso estima que existam até 35 mil idosos a viver em instalações ilegais, muitos concentrados na Grande Lisboa, entre Sesimbra e Sintra.

João Ferreira, da Associação de Apoio domiciliário de Lares e Casas de Repouso de Idosos, considera que a Segurança Social ignora a existência de muitos lares ilegais porque não tem respostas para os utentes em lares legais.

Os principais motivos para o fecho destes equipamentos estão relacionados com o alvará, instalações, certificado de condições de segurança dos bombeiros, regulamento interno, plano de atividades, entre outros.

No ano passado, o Instituto de Segurança Social mandou fechar 109 lares de idosos, 12 dos quais com carácter de urgência. Uma descida relativamente ao ano anterior, em que foram 133 os lares a receber ordens para fechar. Em 2016, tinham sido 73, contra os 91 de 2015.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.