Português morto com várias facadas em França. Suspeito entregou-se às autoridades

Data:

Um cidadão português, de 39 anos, foi morto com dezenas de facadas, sábado à tarde, em Carbonne, perto de Toulouse, em França, avança a publicação La Depeche.

A vítima, era natural de Vizela, distrito de Braga, mas era na cidade francesa Carbonne que vivia, foi aliás em sua casa que foi violentamente assassinado.

O alerta foi dado por volta das 14h de sábado, mas quando as autoridades chegaram ao local já o português estava morto. Pouco depois foi confirmado que um indivíduo já estava “sob custódia” policial, depois de se ter entregado às autoridades.

O homem terá confessado, segundo o mesmo jornal francês, o crime, não tendo sido confirmadas as circunstâncias que terão levado ao homicídio, embora a hipótese mais provável seja a de um crime passional.

A vítima seria casada com uma mulher de nacionalidade francesa, de quem teria uma filha menor.

 

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.