Bombeiros de Ílhavo recebem 173.200 euros da câmara

Data:

A Câmara de Ílhavo vai atribuir um apoio de 173.200 euros à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo, informou hoje a autarquia.

De acordo com uma nota camarária, a autarquia já aprovou os termos do acordo de cooperação que irá ser formalizado entre as duas entidades, no âmbito do Programa Municipal de Apoio às Associações.

A maior parte desta verba (75.000 euros) será para financiar a atividade corrente da Associação, sendo que a autarquia vai ainda disponibilizar 25.000 euros para comparticipar a aquisição de uma ambulância de Emergência Médica e outra para transporte de doentes e 10.000 euros para comparticipar a segunda fase de aquisição de fatos integrais de proteção individual contra incêndios.

Os restantes 63.200 euros são referentes às responsabilidades legais da Câmara no que respeita aos seguros do pessoal (30.000 euros) e ao apoio financeiro à Equipa de Intervenção Permanente (33.200 euros).

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.