Adega de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez: Colheita 2019 será “excelente”

Data:

Este ano a Adega de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez foi selecionada para receber uma comitiva da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) e da ASAE, que se deslocou a Ponte da Barca para garantir a genuinidade uvas que dão origem aos afamados vinhos da Adega, dando assim um sentido acrescido à assinatura da marca ‘A Origem Conta’. Nas palavras de José Oliveira, diretor geral e enólogo da Adega “é importante que as pessoas conheçam estas ações de fiscalização, que comprovam a existência de um controlo da qualidade e da origem das uvas, provenientes da Região Demarcada”.
Nas palavras de Pedro Gaspar, inspetor-geral da ASAE, que esteve presente na Adega, esta é uma “operação de controlo e fiscalização habitual no sector vitivinícola, um sector que a ASAE considera fundamental”. O objetivo destas ações passa por garantir a qualidade do processo e do resultado final dos produtos.
Manuel Pinheiro, presidente da CVRVV, prevê uma colheita de boa qualidade, mas com uma ligeira quebra de produção face a 2018, num total de cerca de 70 milhões de litros de Vinho Verde. A Adega de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez exporta para 32 mercados e produz mais de três milhões de garrafas por ano. Há quase seis décadas que cuida de um património vitícola e cultural ímpar, localizado num território singular atravessado pelos rios Lima, Vade e Vez.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.