Esporão adquiriu a Quinta do Ameal

Data:

O Esporão formalizou a compra da Quinta do Ameal, propriedade histórica de 30 hectares, situada no Vale do Rio Lima, no coração da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, que foi pioneira na afirmação da casta Loureiro e da sua capacidade para produzir vinhos brancos de qualidade mundial, refere o Esporão numa nota de imprensa. A Quinta do Ameal é um projeto liderado por Pedro Araújo, pertencente à sua família desde os anos 90. “Com esta aquisição, o Esporão enriquece o seu portefólio com a oferta de Vinhos Verdes de alta qualidade. A Quinta do Ameal é uma referência nos vinhos da região e partilha valores com o Esporão: a diferenciação e elevada qualidade de produto, métodos de produção orgânicos e um portfólio completo onde se inclui o Enoturismo”, refere a empresa na mesma nota.
Para Pedro Araújo, líder do projecto até à data e que se manterá enquanto parte da equipa, “esta foi uma oportunidade que dificilmente se repetiria de conciliar a notoriedade e o reconhecimento dos vinhos Quinta do Ameal” com o “potencial fantástico de um produtor com a força, a estratégia e a filosofia em total sintonia, como é o Esporão”. Para João Roquette, CEO do Esporão, “esta ideia foi-se formando com o reconhecimento da grande qualidade e potencial dos vinhos feitos na Quinta do Ameal pelo Pedro Araújo, a confiança, amizade e visão futura que fomos construindo, e a ambição de fazer grandes vinhos, com identidade e sentido de lugar, desafiando também o status quo da região”. “O Esporão recebe este legado com a responsabilidade da confiança que lhe foi depositada e com muito entusiasmo relativamente ao futuro”, acrescentou João Roquette.
Localizada no Vale do Lima, Região dos Vinhos Verdes, a Quinta do Ameal é uma antiga propriedade que remonta a 1710. De rara beleza natural, a Quinta do Ameal tem 30 hectares, cerca de 14 ocupados com uma vinha que, seguindo práticas biológicas, produz uvas excecionais que dão origem a vinhos brancos únicos, exclusivamente com a casta Loureiro. O portefólio da Quinta do Ameal é composto pelos vinhos ‘Ameal Loureiro’, ‘Quinta do Ameal Solo Único’, ‘Quinta do Ameal Escolha’, um ‘Ameal Espumante’ e ‘Ameal Colheita Tardia’.
Para além da vinha, a propriedade tem oito hectares de floresta composta por uma enorme variedade de árvores, algumas com mais de 200 anos. As casas, jardins e mais de 800 metros de margem do Rio Lima completam este território. O projecto de Enoturismo Ameal Wine & Tourism abriu em 2015 e é composto por duas casas renovadas no final de 2014.
Fundado em 1973 por José Roquette e Joaquim Bandeira, é uma das mais importantes empresas de vinhos em Portugal. Na região do Alentejo, o Esporão produz vinhos tão emblemáticos como o ‘Esporão Reserva’ e o ‘Monte Velho’, assim como azeites virgem-extra. Aberto desde 1997, o Enoturismo da Herdade do Esporão é referenciado como um projecto pioneiro em Portugal.
Em 2017 a Herdade do Esporão assinalou 750 anos da sua delimitação e em 2008 alargou a sua presença e oferta à região do Douro com a compra da Quinta dos Murças, onde são produzidos vinhos de terroir com selo de garantia Esporão. 2018 fica marcado pela abertura do Enoturismo na Quinta dos Murças e pela aquisição da cerveja artesanal Sovina. O Esporão comercializa os seus produtos em todo o tipo de lojas e restaurantes em mais de 50 países em todo o mundo.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.