Festival de Outono leva música do mundo a Braga e Guimarães

Data:

Está a chegar a décima edição do Festival de Outono da Universidade do Minho (UMinho). Com 15 atividades culturais e entrada livre, realiza-se de 19 a 21 de setembro, em Braga e Guimarães.
A iniciativa da Reitoria da UMinho, da Associação Académica e da Rádio Universitária do Minho (RUM) visa promover expressões artísticas, incutir novos hábitos culturais e mostrar diferentes culturas, em especial aos novos estudantes.
O programa inicia no dia 19, às 18h, na Praça de Donães, em pleno centro de Guimarães, com um sarau musical dos grupos culturais da UMinho.
O palco é depois entregue a dois projetos vimaranenses – Captain Boy, que vai apresentar o seu novo álbum ‘Memories and bad photographs’, e os Paraguaii. A noite fecha com DJ SET de WD-40 no bar Oub’Lá.
Já em Braga, o salão medieval do Largo do Paço recebe às 22h um concerto da Orquestra da Universidade do Minho, com o maestro Hans Casteleyn. Este espetáculo repete-se na noite seguinte, à mesma hora, na Igreja de São Francisco, em Guimarães.
No dia 20, o Largo do Paço acolhe um Ensemble de Percussão do Instituto Confúcio da UMinho (às 18h), um sarau dos grupos culturais da UMinho (19h), à noite, o blues-rock dos Bed Legs e ainda o soul-funk de Marta Ren & The Groovelvets, que deve revelar temas do disco previsto para início de 2020.
A agenda de sábado, 21 de setembro, arranca às 18h, no salão nobre do Largo do Paço, com a tertúlia ‘Livros com RUM’, onde Álvaro Laborinho Lúcio vai apresentar o seu terceiro romance, ‘O beco da liberdade’, que chega na véspera às livrarias pela Quetzal.
Após o jantar, o exterior do edifício será preenchido com o rock e a electrónica dos QUADRA e X-Wife. Tal como na véspera, a after-party está agendada para o café concerto da RUM, no espaço gnration.
O Festival de Outono da UMinho tem o apoio dos municípios de Braga e de Guimarães, do Instituto Confúcio da UMinho e da Ordem Terceira de São Francisco.
Ao longo das edições anteriores apresentou cerca de 200 atividades, associando a criação contemporânea com o património artístico-cultural da UMinho e das associações e cidades onde está implantada.
Entre os artistas, participaram nomes como o sírio Omar Souleyman, a ativista sahariana Aziza Brahim, o sul-africano Derek Gripper, os afro-peruanos Crocodilo Criollo ou os portugueses Márcia, Best Youth, Benjamim e Sequin, permitindo novos olhares e diálogos multidisciplinares. Todos os eventos são gratuitos.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.