Mundial de atletismo arranca com Évora, Pichardo e Salomé Rocha

Data:

Os Campeonatos do Mundo de atletismo iniciam-se hoje em Doha e logo com dois portugueses ‘de pergaminhos’ em ação, com Évora e Pedro Pichardo, já medalhados a este nível, a competirem no triplo salto.

Évora, que já foi campeão do mundo, e Pichardo, duas vezes vice-campeão, ainda a defender as cores de Cuba (naturalizou-se português há dois anos), saltam a partir das 19:25 locais (17:25 de Lisboa) para uma qualificação direta a 17,20 metros, ou em alternativa para um lugar entre os 12 melhores, o que dará acesso à final de domingo.

Para Pichardo, quarto mundial do ano, a tarefa parece mais fácil, mas Évora este ano ainda não foi além dos 17,13 metros, pelo que terá mesmo de se ‘superar’, algo que costuma fazer em grandes provas.

Mais tarde, um minuto antes da meia-noite, começa uma das grandes inovações destes Mundiais: as provas de maratona e marcha a entrar pela madrugada dentro, para minorar os efeitos de calor intenso e humidade.

A primeira dessas provas é a maratona feminina, na Cornicha, a emblemática marginal de Doha, e nela estará a portuguesa Salomé Rocha, que se apresenta como uma candidata a um bom resultado.

Com uma excelente maratona de Londres, na primavera, e uma preparação cuidada para as ‘condições extremas’ da competição, poderá ser uma boa ‘surpresa’, no fecho do primeiro dia de competição.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.