Cinco pessoas acusadas em Ferreira do Alentejo de auxílio à imigração ilegal

Data:

O Ministério Público de Ferreira do Alentejo (Beja) deduziu acusação contra cinco pessoas pela prática de crimes de auxílio à imigração ilegal e pediu uma “compensação económica” para as vítimas, todas estrangeiras, foi hoje divulgado.

A acusação foi divulgada num comunicado na página de Internet da Procuradoria da República da Comarca de Beja, publicado na quinta-feira e consultado hoje pela agência Lusa.

A quatro das cinco pessoas acusadas, o Ministério Público (MP) imputou a prática em coautoria material de 18 crimes de auxílio à imigração ilegal.

Ao outro arguido “foi imputada a prática de seis crimes de auxílio à imigração ilegal e ainda de dois crimes de suborno”, pode ler-se no comunicado.

O MP pede ainda aos arguidos o “pagamento de uma compensação económica às vítimas, todas de nacionalidade estrangeira, a fixar por critérios de justa ponderação” pelo tribunal coletivo.

Os cinco arguidos encontram-se em liberdade provisória “a aguardar os ulteriores termos do processo”, acrescentou o comunicado.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.